sexta-feira, 22 de outubro de 2010

  


O Método de Kinesio Taping foi criado no Japão pelo Quiroprata Dr. Kenso Kase nos anos 70.  Foi desenvolvido através da hipótese que a função dos músculos não era apenas restrita aos movimentos do corpo, mas também ao controle da circulação de fluxos venosos, linfáticos e temperatura corporal, portanto, a incapacidade funcional dos músculos poderia induzir vários tipos de sintomas.

Baseado nessa idéia, de tratar os músculos a fim de ativar processo de auto-cura do corpo, foi descoberto que os músculos e outros tecidos poderiam ser ajudados por bandagem elástica adesiva. 



Existem hoje no mercado muitas marcas de Bandagem Elástica Adesiva, mas só uma atende a todos os requisitos da Kinesiotaping Association, é a Kinesio Tex-Gold fabricada com a licença da kinesiotaping Association e a única liberada pela ANVISA no Brasil.



A bandagem é composta por tecido 100% algodão, sendo hipoalergênica, além de preservar a amplitude de movimentos sem restrições. Não possui nenhum medicamento e nem possui diferença entre as cores.
 


A Kinesiotape reduz a dor através de estímulos proprioceptivos fornecidos pela bandagem na pele, através de técnicas específicas, ela reduz as tensões geradas nos tecidos pela disfunção ou pela lesão, auxilia nas correções das disfunções responsáveis pela dor, através de técnicas posicionais, melhora a propriocepção e conseqüente estabilização articular, auxilia na contração muscular ou na redução da contração excessiva dos músculos. 

 Ela atua na circulação sanguínea e linfática, contribuindo para a redução do edema local e da melhor drenagem dos tecidos.
Devido sua importante influência nos tecidos, ela vem sendo associada a diversas abordagens de tratamento, principalmente no meio esportivo. 
 A bandagem quando utilizada em conjunto a técnicas de terapia manual, promove uma redução no tempo de reabilitação, oferecendo melhores condições para que o atleta retorne, reduzindo os déficits da falta de treino devido à lesão, como hipotonias musculares, edemas crônicos, perda prolongada da função ou o descondicionamento por falta de treino.
 Atualmente utilizada pelos principais atletas, em quase todos os esportes.








 Seu objetivo no esporte podem ser preventivos, baseando-se nas principais lesões relacionadas ao gestual desportivo e na suscetibilidade direcional do movimento levando às disfunções de movimento já citadas exaustivas vezes e a otimização durante todo o processo de reabilitação como também na reintegração do atleta lesionado ao esporte de alta performance.
  
  






Importante lembrar que a dor, seja articular ou muscular, tendínea são devidas a uma causa específica, seja um trauma, uma disfunção mecânica, excesso de treinamento, por tanto, o atleta deve ser avaliado a fim de se encontrar a disfunção e então aplicar a  Kinesiotape da melhor forma para aquela lesão, daquele atleta. Duas lombalgias em remadores não necessariamente têm a mesma causa.

    
  

















Referências


Kase, Kenzo; et al. Clinical Therapeutic  Applications of the Kinesio Taping Method, 2003.
Kase, Kenzo; et al. Kinesio Taping in Lymphoedema and Chronic Swelling, 2006.
Kase, Kenzo; et al. Kinesio Taping in Pediatrics – Fundamentals and Whole Body Taping, 2006.
Frazier S, Whitman J, Smith M. Utilization of kinesio tex tape in patients with shoulder pain or dysfunction: a case series. Advanced Healing.2006; Summer:18-20.

Halseth T, McChesney JW, DeBeliso M, Vaughn R, Lien J. The effects of kinesio taping on proprioception at the ankle. J Sports Sci Med. 2004;3:1-7.

Jaraczewska E, Long C. Kinesio taping in stroke: improving functional use of the upper
extremity in hemiplegia. Top Stroke Rehabil 2006;13:31-42. http://dx.doi.org/10.1310/33KAXYE3-
QWJB-WGT6
Murray H, Husk LJ. Effect of kinesio taping on proprioception in the ankle [abstract]. J Orthop Sports Phys Ther. 2001;31:A37.

Osterhues DJ. The use of Kinesio Taping in the management of traumatic patella dislocation. A case study. Physiother Theor Pract. 2004;20:267-270.

Yoshida A, Kahanov L. The effect of kinesio taping on lower trunk range of motions. Res
Sports Med. 2007;15:103-112. http://dx.doi.org/10.1080/15438620701405206

Murray, H. (2001) Effects of KinesioTM taping on muscle strength after ACL-repair.
Avaliable from URL: http://www.kinesiotaping.com. April 15, 2002, 1-3.

Murray, H. and Husk, L. (2001) Effect of KinesioTM taping on proprioception in the ankle. Journal of Orthopedic Sports Physical Therapy 31, A-37

www.kinesiotaping.com

Bandagens Plus - Representate da Kinesio Tape no Brasil 

2 comentários:

Marquinho disse...

Agora sim..
Bom, usei a bandagem da KINESIO em um momento em que não poderia parar de treinar, faltavam apenas 20 dias para o final da temporada e precisava competir o Campeonato Brasileiro de Remo 2010. Estava com uma lesão intercostal e usando a bandagem KINESIO a dor ficava quase que nula. Me ajudou muito na reta final da temporada e por isso aprovo e recomendo o uso adequado da bandagem.


Grande abraço

Dr. Gerson Junior disse...

trabalho com a kinesio e os pontos certos que somente ela funciona, a colocação é fundamental, pois a ação desta terapia é 100% e recomendada as lesóes do desporto.

Postar um comentário

Ft. Gabriel Basto Fernandes. Tecnologia do Blogger.